OS TEMPOS QUE CORREM. Miguel Vale de Almeida


6.5.05  

Concurso. Entrada 3.



Hino do Homofóbico Confuso
Eu sou um rapaz normal,
bom, simpático, decente.
A ninguém desejo mal,
p'ra todos sou sorridente.
Mas vejo um homossexual
e,logo ali, de repente,
me toma uma fúria tal
que até me sinto doente!
Eu sou um rapaz normal
que se dá com toda a gente,
bom aluno, pontual,
estudioso, obediente.
Mas vejo um homossexual
e, logo ali, de repente,
sinto o impulso fatal
de arranhar, meter o dente!
Eu sou um rapaz normal,
mas digam-me, francamente,
se esses tipos coisa-e-tal
se podem considerar gente!
Eu sou um rapaz normal,
cristão, praticante, crente,
e diz a Igreja que o mal
nos vem todo dessa gente!
Eu sou um rapaz normal!
E se gora, de repente,
me toca um homossexual?
tornava-ne replente!
Essa doença, afinal,
pode-se pegar à gente,
e eu sou um rapaz normal,
não quero ficar doente!
Essa gente é anormal,
é aberrante, diferente!
Eu vou lutar contra o mal,
eu vou matar essa gente!
Ai do homossexual
que apareça à minha frente!
Homofóbico, eu?! Brutal?!
O que é isso, minha gente?
Sou só um rapaz normal!

Catarina de As Minhas Histórias.

mva | 19:05|